A prioridade: mobilizar os sedentários

ATIVID~1De acordo com os modelos mais recentes, os benefícios na saúde, nomeadamente para a prevenção das doenças crónicas, podem ser obtidos através de uma atividade física moderada, acumulada, num mínimo de 30 minutos diários, na maioria dos dias da semana. Esta observação tem implicações marcantes para as estratégias a desenvolver no sentido da adoção e aderência à prática de exercício físico.

Ao invés do estigma que durante décadas associou a prática de desporto a um esforço com condições e apetrechamento determinados, hoje, a mensagem a transmitir, é a que a atividade física é acessível a todos, de todas as idades e em qualquer lugar, sem qualquer equipamento ou instalação particular. Segundo a Organização Mundial de Saúde, estima-se que nos países desenvolvidos mais de dois milhões de mortes são atribuíveis ao sedentarismo, e que 60 a 80% da população mundial não é suficientemente ativa para obter benefícios na saúde (OMS, 2002).

O sedentarismo é um dos fatores de risco para a saúde com maior prevalência, e apesar de ter um menor risco relativo para as mais diversas doenças, acaba por ter um risco comunitário superior. Significa isto que de um ponto de vista comunitário, pode observar-se uma maior redução da morbilidade e mortalidade pelas mais variadas causas, se diminuir a prevalência do sedentarismo, comparativamente com a que se observa para os outros fatores de risco tradicionais como o tabagismo, a hipertensão ou a obesidade.

(imagem obtida aqui).

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s