ITU: fatores de risco e diagnóstico

Quais os fatores de risco para ITU?
Existem determinados fatores que facilitam a chegada das bactérias à bexiga, como por exemplo as alterações do trânsito intestinal ou da flora vaginal, a atividade sexual ou o uso de espermicidas. O sexo feminino, a diabetes, a presença de pedra nos rins, menopausa ou a utilização de diafragmas são factores que podem aumentar a incidência das ITU.
Como se faz o diagnóstico?
A maioria das vezes o diagnóstico de infecção urinária é clínico, isto é, baseado nos sintomas referidos pela utentes. Em caso de dúvida, o médico pode fazer uma análise à urina – a tira-teste, ou o “Combur” – que ajuda a identificar se existem alterações urinárias, nomeadamente a presença de nitritos, de células inflamatórias (leucócitos) ou de sangue. Muito raramente pode ser necessária a realização de outro tipo de análise à urina, a urocultura.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s