COVID – ESTRATÉGIAS PARA LIDAR – Plano de Emergência Serviço Social

A integração do Assistente Social nas Unidades de Saúde e nas equipas multiprofissionais da saúde, teve início nos anos 40 do século XX, com base na Lei da Organização Hospitalar, Lei 2011/46 de 2 abril. Tendo assim emergido no quadro do movimento reformador e higienista da medicina social, associado à natureza coletiva da prestação de cuidados e à consagração das equipas multidisciplinares no âmbito da saúde.

Neste enquadramento, a sua prática profissional tem sido norteada com vista a intervir   na melhoria da qualidade de vida da pessoa, sustentada numa abordagem individual e coletiva, através de programas e serviços promotores de autonomia e bem-estar social.

Os direitos humanos e a justiça social são fundamentais para um eficaz exercício profissional do assistente social (IFSW, 2001). Toda a pessoa que passe por um processo de doença tem sempre subjacentes alterações de ordem familiar, pessoal, profissional, económica ou outra, pelo que se sublinha a pertinência da dimensão social na conceção, prestação e continuidade dos cuidados de saúde.

Considerando a progressão da Pandemia COVID19 decretada pela Organização Mundial de Saúde em março de 2020, os Assistentes Sociais têm sido considerados profissionais-chave para garantir os direitos sociais, intervir junto das populações mais afetadas e minimizar os impactos sociais da pandemia, particularmente junto das populações mais vulneráveis socialmente.

 

O desempenho dos assistentes sociais, nos diferentes campos da saúde, apresenta configurações distintas, em função da sua inserção no sistema de saúde.

Embora independentemente dos diferentes contextos de intervenção, e indo ao encontro dos objetivos do Plano Nacional de Preparação e Resposta à Doença por novo coronavírus COVID-19 (DGS, 2020), o assistente social da área da saúde participa nos seguintes níveis:

  • Na avaliação dos fatores psicossociais, que de modo acrescido, face ao contexto de pandemia, poderão intervir negativamente na saúde de pessoas, grupos e comunidades, com especial atenção, aos grupos de maior risco e vulnerabilidade, em função da idade, situação de saúde e contexto social;
  • Na minimização dos impactos sociais e económicos adjacentes a esta ameaça em Saúde Pública;
  • No providenciar do acompanhamento e do apoio necessário às pessoas que apresentem risco elevado de contágio em função da sua situação de saúde, familiar e socio económica;
  • No apoio à continuidade de cuidados de saúde e outros serviços essenciais;

 

Face ao contexto atual da pandemia do COVID-19, a Associação de Profissionais de Serviço Social (APSS) considera a necessidade de reforçar a avaliação e a intervenção em situações de risco social e o impacto psicossocial nas pessoas e populações mais vulneráveis.

 

O Serviço Social do ACeS Porto Ocidental, mantém-se ativo e atento, nesta fase de mitigação  em Teletrabalho, em contato permanente com os idosos, isolados devido ao CoVID19, e demais utentes em situação de maior vulnerabilidade,  via telefone, de modo a avaliar e a garantir, dentro do possível,  as suas necessidades neste momento de crise.

Neste âmbito, o Núcleo de Serviço Social da URAP, ACeS Poc, tem vindo a atualizar informação junto dos recursos e forças da comunidade, para numa lógica de cooperação interinstitucional, com vista a garantir aos nossos utentes o apoio e acompanhamento fundamentais, neste contexto de pandemia.

 

Para facilitação dos contactos, uma vez que os Assistentes Sociais se encontram em regime de teletrabalho, informamos os profissionais de Saúde das várias Unidades do ACeS, para a referenciarem os casos com especial necessidade de apoio social nesta altura, através o email: urap.portoocidental@arsnorte.min-saude.pt c/c do Assistente Social que apoia respetivamente a US referenciadora.

As referenciações externas, nomeadamente dos Hospitais, IPSS, Forças de Segurança, Associações, familiares, amigos, vizinhos entre outros, poderão igualmente utilizar o email : urap.portoocidental@arsnorte.min-saude.pt ou através do telefone da URAP Aldoar (secretariado clínico) pelo telefone nº 22 6165381.

 

 

 

 

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s